“O Pequeno Príncipe”- Obra obrigatória para a vida de todos os leitores #BEDA

Eu tenho a minha história pessoal com O Pequeno Príncipe, uma obra que é essencial para o repertório de todos os leitores. Sempre quis comentar sobre o livro aqui no Mundo Platônico, e com a chegada da nova adaptação para os cinemas que estreou no último dia 20 de agosto, este é o momento perfeito para falar desse clássico da literatura mundial. O Pequeno Príncipe foi o primeiro livro que eu me recordo de ter tido um contado mais profundo, foi aos 11 anos quando cursava a quinta série, e minha professora de português fez um trabalho inesquecível durante todo o ano escolar sobre esse livro do escritor Antoine de Saint-Exupéry.

Um livro infantil obrigatório para a formação de crianças, adolescentes, e adultos (principalmente).

Minha professora explicou diversos pontos da história, dividiu a sala em grupos que tinham o dever de ler determinados capítulos e contá-los para os demais alunos, esse trabalho envolveu também fazermos cartazes de cartolina reproduzindo as ilustrações do livro, escrevendo as frases mais impactantes, e o que mais havíamos gostado daquele trecho da história. Esses momentos ficaram muito marcados em minha memória, pois lembro que fiquei fascinada pelo livro. A professora realmente conseguiu envolver todas as crianças da sala, e nos mostrou como a história O Pequeno Príncipe pode parecer simples, singela, mas que é muito significativa e possui mensagens que nós levamos para a vida.

“Uma surpresa a cada nova leitura”. Lembro-me com clareza que minha professora disse que este livro é especial pois toda vez que o pegamos para ler em momentos diferentes da vida, descobrimos um novo significado, um entendimento que não havíamos notado antes. Após 10 anos que tive meu primeiro contato com o livro pude confirmar que realmente isso é verdade. Eu tive uma experiência de leitura completamente nova dessa vez, por fatores como meu amadurecimento, críticas que eu não era capaz de entender na época, e porque agora faço parte do “time dos adultos”, que frequentemente se esquecem de como era ser criança, como em nossa visão infantil tudo era mais simples, e nós dávamos mais valor para as pequenas coisas que fazem grandes diferenças.

O livro é uma verdadeira fábula de ensinamentos, uma aventura de um pequeno príncipe que vive situações extraordinárias. O pequeno príncipe possui problemas comuns e outros grandes, ele vai embora do seu planeta porque ama uma rosa de temperamento difícil, ele viaja por diversos planetas e conhece “tipos” de pessoas muito característicos, na terra ele aprende com uma raposa sobre o valor da amizade, o que é cativar e ser cativado, e como é ser único para alguém no meio de tantos outros iguais a você.

Ainda não assisti essa nova adaptação, pelo trailer pude notar que eles não vão contar exatamente os acontecimentos do livro, a ideia é passar a mensagem, e isso é legal porque mesmo o livro sendo atemporal, adaptar as reflexões da história a nossa realidade é muito interessante. Estou ansiosa para assistir, é legal ir acompanhado de uma criança e conversar depois sobre as impressões dela do filme.

O Pequeno Príncipe foi uma das leituras (a única releitura até o momento) mais prazerosas que fiz esse ano, claro que é uma obra única, mas me motivou a ler outros grandes clássicos infantis. Uma história divertida que em sua simplicidade aborda temas como amor, amizade, e nos leva a reflexões sobre nossa vida e as das pessoas que nos cercam. Poético na medida certa. Sem falar nas ilustrações originais do autor, que são muito amor! Resumindo, um livro belo que nos enriquecesse das coisas que verdadeiramente importam. “Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos”.

Leiam o livro! Uma obra curtinha que fica marcada nas nossas vidas, e depois venham me contar as impressões de vocês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adoro receber críticas construtivas! :)
Sempre que posso reservo um tempo para responder todos os comentários!
Obrigada desde já pelo carinho!

xoxo

© Mundo Platônico Todos os direitos reservados.
Criado por: Gabriela Morgante.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo