#Resenha “Isla e o Final Feliz”

 

 Stephanie Perkins. “Isla e o Final Feliz”.  Editora: Intrínseca, 2015. 304 p.

“As pessoas podem se fazer de bobas quando bem querem, mas sempre acabam se entregando pelas atitudes. Em pequenos momentos, como esse.”

Isla e o Final Feliz é o terceiro livro da trilogia Anna, Lola e Isla escrita pela Stephanie Perkins. As história destes livros são independentes e um leitor poderia começar a ler a série por esse livro, mas eu não recomendo porque um dos pontos mais interessantes é poder ver como os protagonistas dos outros livros estão depois do “final” deles, e para a felicidade de nós leitores todos eles aparecem em algum momento, Anna, Étienne, Lola, e Cricket. Esta resenha não contém spoilers dos livros anteriores, e se você não leu nenhum deles e está interessado na minha crítica minha primeira observação é, está em um momento para uma leitura mais leve, um romance bem escrito, que explora os diversos tipos de relacionamentos e seus conflitos, com personagens bem atípicos? Não perca mais tempo leia Anna e o Beijo Francês e os demais dessa série, indico para todos sem titubear.

Não posso escrever sobre Isla e o Final Feliz sem comentar da minha experiência de leitura com os livros da Stephanie Perkins. Revisando minhas resenhas de Anna e o Beijo Francês e Lola E O Garoto Da Casa Ao Lado para escrever esta notei que li o primeiro livro em 2011 e o segundo em 2012, eu não imaginava que fazia tanto tempo, mas em três anos minha vida mudou completamente, não estou mais no ensino médio, fiz escolhas decisivas como faculdade, trabalho, e os meus relacionamentos não são mais os mesmos, portanto, não estou mais na fase que a Stephanie explora em seus livros, que é a difícil passagem para a vida adulta. Mas, este livro como os outros foi muito especial para mim porque não importa a fase em que nós estamos ele sempre vai nos tocar de alguma forma, não importa a idade que tenhamos as inseguranças e conflitos que Anna, Lola, e Isla passaram sempre podem retornar em nossas vidas, e além de tudo isso como eterna romântica que sou as histórias da Stephanie Perkins sempre terão um lugar especial no meu coração.

Isla estuda na SOAP, um colégio para americanos em Paris, a mesma escola de Anna e St. Clair, e tem uma paixonite pelo introspectivo Josh desde o primeiro ano, mas Isla é tímida, só tem um único melhor amigo de infância, e a coragem para falar com Josh nunca pareceu até um encontro inesperado em Nova York durante as férias. Quando as aulas retornam em seu último ano na SOAP Isla e Josh se aproximam, e o sonho dela parece ter se tornado realidade, mas o final feliz parece distante e em alguns momentos muito improvável com os diversos desafios que eles enfrentarão se quiserem continuar juntos, incluindo dramas familiares, dúvidas quanto ao futuro e a possibilidade cada vez maior de seguirem caminhos diferentes.

"(…) - Étienne tem um metro e sessenta e três — comenta Anna. — Com as botas. — Sem as botas — resmunga St. Clair, mas o sorriso o entrega. — Você é mais baixo do que pensei — digo, mas me arrependo assim que as palavras saem da minha boca. — Desculpa — peço, sem graça. — Eu só quis dizer que você não parece tão baixo assim. — Autoestima , querida. Ele inclina o corpo na minha direção e toca minha bochecha com o dedo. — Você poderia aprender um pouco comigo, hein?"

Isla é uma personagem que gosta de ler livros de aventura, mas que nunca se arrisca de verdade, é insegura com relação ao seu futuro e sofre de um problema grave: sua auto estima é quase inexistente em alguns momentos. Josh é um desenhista muito talentoso, seus amigos se formaram no ano anterior e ele claramente odeia sua vida na escola, isso junto com as brigas constantes com seus pais o tornaram muito solitário, é difícil conhecê-lo de verdade. Diferente dos outros livros, este não aborda somente como eles se apaixonam para ficarem juntos apenas no final, o foco são os problemas dentro do relacionamento, porque às vezes o amor de duas pessoas não é o suficiente para fazê-las ficarem juntas.

Lendo agora minha resenha de Anna e o Beijo Francês vi quando escrevi sobre os amigos que Anna faz na escola que citei “Josh, Rashimi e Étienne”, Josh é o protagonista desta história e Rashimi é sua ex-namorada, mas confesso que não me recordava deles, agora serei obrigada a reler o primeiro livro para pegar todos os detalhes da história (risos). Ler esse livro me fez ter muita vontade de reler Anna e Lola! Um dos pontos que mais me agradam nestes livros é a escrita da Stephanie Perkins, muito bem feita, não sentimos a história correr, e não temos aquela necessidade de ler rapidamente, acabamos fazendo isso porque os cenários, personagens, e conflitos, são muito bons!

O livro fala também sobre amizades, como conciliar o namoro aos hábitos que são compartilhados com melhor amigo de Isla, Kurt, seu amigo de infância que tem Síndrome de Asperger, ele não é uma pessoa fácil de se relacionar e Isla tem medo que as outras pessoas não o aceitem, amei o personagem, queria tanto, tanto, tanto um livro só dele! Outra coisa que gosto demais nos livros desta trilogia é que antes de todos os protagonistas terem um relacionamento amoroso eles são amigos, possuem gostos em comum, compartilham pensamentos íntimos, e esse é um dos fatores que fazem o paixão acontecer e o amor dar certo.

"Josh senta ao meu lado. Com a testa, ele toca a minha. Em seguida, ele fecha os olhos e diz: — Isla Martin. Eu amo você. Meu universo explode. — Eu também amo você, Josh. Muito."

Os momentos em que são citados ou em que Anna, Étienne, Lola e Cricket aparecem não poderiam ser melhores! Sinto vontade de suspirar só de lembrar <3  Uma história de amor delicada, com uma carga maior de drama, e personagens que precisam amadurecer antes de terem seu final feliz. Claro que indico, a história, como os outros livros da Stephanie, é romântica sem ser melosa, divertida, e com personagens muito marcantes que não são perfeitos, e por isso gostamos tanto deles! Essa trilogia me deu muita vontade de conhecer Paris, quando eu for com certeza levarei estes livros comigo.

Tenho que confessar que ficarei muito tentada a comprar as novas edições da Intrínseca com essas capas novas se a editora publicar! Ter dois exemplares de Anna e o Beijo Francês e Lola E O Garoto Da Casa Ao Lado só vai agregar valor a minha estante! hahaha Tenho certeza que muitos de vocês se sentem como eu!

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Gabi vc sabe se a editora novo conceito vai publicar com capa nova tipo a lá de fora, ou se os direitos reservados vão ficar com a Intrínseca já que o da Isla é deles???

    ResponderExcluir
  3. Gabi vc sabe se a editora novo conceito vai publicar com capa nova tipo a lá de fora, ou se os direitos reservados vão ficar com a Intrínseca já que o da Isla é deles???

    ResponderExcluir

Adoro receber críticas construtivas! :)
Sempre que posso reservo um tempo para responder todos os comentários!
Obrigada desde já pelo carinho!

xoxo

© Mundo Platônico Todos os direitos reservados.
Criado por: Gabriela Morgante.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo