#Resenha “Eleanor & Park” por Rainbow Rowell



RAINBOW ROWELL. Eleanor & Park. Editora: Novo Século, 2014. 328 p.
.
“(…) Park tocava as mãos dela como se fossem algo raro e precioso, como se seus dedos estivessem intimamente conectados com o restante de seu corpo. O que, é claro, era fato. Difícil explicar. Ele a fazia sentir somo se ela fosse mais do que a soma de suas partes.”
 
Olá leitores do Mundo Platônico! Não gosto tirar o foco dos livros em resenhas, mas, preciso explicar que fiquei o mês inteiro sem postar no blog porque meu notebook quebrou (e ainda estou sem ele #chateada). Pelo menos consegui aproveitar esse tempo sem séries e blog para estudar e ler! Escolhi começar a leitura de Eleanor & Park porque li muitas críticas positivas, consegui meu exemplar através de troca no Skoob, e assim que ele chegou a tentação foi grande demais para eu resistir. Minhas expectativas estavam altíssimas, e felizmente esse livro da Rainbow conseguiu alcançá-las e me proporcionou momentos maravilhosos durante sua leitura.
 
Comecei a leitura esperando um romance fofo, e me surpreendi com o nível de drama que a trama apresenta. Eleanor é ruiva, veste roupas masculinas, e é gorda, não obesa, mas gordinha, já comecei a gostar do livro dai porque quantos livros lemos sobre personagens que não são magros, lindos, e perfeitos, poucos não é mesmo? Park é descendente de coreanos e vive a margem da sociedade escolar para não ser incomodado, quando ele conhece Eleanor vê o seu verdadeiro oposto, ela chama atenção, suas roupas e aparência são impossíveis de serem ignoradas, e em um primeiro momento Park pensa que ela está quase pedindo para ser o alvo das maldades dos outros alunos da escola, portanto, tudo que ele quer é ficar bem longe de Eleanor.

Eleanor é umas das personagens mais complexas e interessante que eu já li, sua vida se tornou extremamente problemática com a chegada do seu padrasto, que dominou sua mãe de uma forma que ele passou a maltratá-la e aos seus filhos sem que a mãe de Eleanor conseguisse reagir. Eleanor é a irmã mais velha, mas não consegue proteger seus irmãos, sua mãe, que tenta negar a todo custo o mal que trouxe para casa, e nem ela mesma. Eleanor vive com medo, é retraída, e não revida as ofensas que são dirigidas contra ela pelo seu padrasto, e pelos os alunos de sua nova escola.

"A gente acha que abraçar uma pessoa com força vai trazê-la mais para perto. Pensamos que, se a abraçarmos com muita força, vamos senti-la, incorporada em nós, quando estivermos longe. Toda vez que Eleanor ficava longe de Park, sentia sua perda.”

A aparência por si só passa longe de definir estes personagens, eles são muito reais, e como pessoas reais possuem diversos sonhos, qualidades, e defeitos que vamos conhecendo com o decorrer da história. Park e Eleanor sentam juntos todos os dias no ônibus escolar, para desgosto de Park no inícioo, mas logo eles são atraídos um pelo outro pelo gosto em comum por quadrinhos, X-Men e Watchmen principalmente, ele traz The Cure e Smiths para Eleanor conhecer. Assim, Park vai aos poucos se tornando a melhor parte dos dias de Eleanor, com suas conversas, os quadrinhos emprestados, e a música, a atração mútua que eles sentem fica cada vez mais difícil de ser ignorada.

É muito difícil para mim escrever a resenha de Eleanor & Park porque me apeguei muito a esses personagens, impossível não se envolver com seus conflitos familiares, não sentir medo por eles, e não se encantar por esse amor que é um mais lindos que eu já li. É uma história sobre um primeiro amor, que apesar de sincero tem tudo para não dar certo pela situação que os personagens se encontram, mas que mesmo assim nos faz ter esperança e quebrar o coração por eles até o final. A história se passar nos anos 80, que é um diferencial muito legal, e é narrada alternando os pontos de vista entre Eleanor e Park, por isso também que nos conectamos tanto a eles.

Eleanor & Park conta a história da formação de um amor de duas pessoas que contra todas as expectativas combinam e se completam, mas, ao mesmo tempo é um livro triste, pesado, que lida com temas fortes como bullying, abuso familiar, o medo paralisante que é sentido quando um  lar não oferece a proteção que deveria, e a dificuldade de lidar com pais na adolescência. É um livro doce e impactante ao mesmo tempo, em que nos identificamos muito com os personagens, e que nos faz querer poder resolver seus problemas que são difíceis de serem solucionados até mesmo por adultos.

É uma história densa, perfeita para aqueles que gostam de dramas consistentes. O livro possui um capítulo dedicado apenas ao ato de dar as mãos, é muito amor gente, me apaixonei completamente pela história, o amor de Eleanor & Park é inocente, mesmo que todo o restante do livro não seja. A história me tocou e aprendi com estes personagens, é preciso ter coragem para viver um vida como a de Eleanor, e coragem para sair do casulo e lutar contra o mundo para proteger uma pessoa amada, como o Park faz.

Apesar de amar quase todo o livro, preciso dizer que me decepcionei com o final, senti que a autora correu para finalizar a história e que ela poderia ter feito isso de uma forma melhor, mas, a leitura compensa demais e pretendo reler muitas vezes. Sei que essa história vai permanecer em minha memória por muito tempo porque ela possui muitas características que eu adoro em livros, é engraçada e triste ao mesmo tempo, sincera, e não nos poupa de ver como o mundo e as pessoas podem ser ruins, e como um amor pode florescer em meio ao caos. Além de tudo isso é um livro geek, cheio de referências, com muita música, e amor pelos livros. Está mais que indicado!

"Era como uma obra de arte, e arte não deve ter boa aparência, mas sim fazer a gente sentir alguma coisa."

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Oi Gabi!
    Adorei conhecer o blog!
    Eleanor e Park é o meu livro favorito do momento, esse livro é incrível, não canso de ler e reler, e gostei bastante da resenha! Gostei do final também, só que que tivesse mais KKKKKKKKKKKKK

    Bjs, Sarah
    Blog SOLivros

    ResponderExcluir
  3. Gabi, espero que seu notebook volte logo! O meu está quase morrendo... :/

    Todo mundo se apaixona por esse livro, impressionante, quero muito ler! Pena que você se decepcionou com o final, mas sou nerd mesmo e preciso conhecer a história.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  4. Olá Sarah!
    Bem vinda ao blog, que bom que você gostou!! Eleanor & Park é sensacional, também queria que a autora tivesse escrito mais!
    Obrigada pela visita! ^^

    Oi Ju!
    Meu notebook está indo e voltando! kkkkkk Muito complicado!
    Você definitivamente precisa conhecer esta história, tenho certeza que irá gostar!

    Obrigada pela visita! ^^


    Beijos,

    Gabi

    ResponderExcluir

Adoro receber críticas construtivas! :)
Sempre que posso reservo um tempo para responder todos os comentários!
Obrigada desde já pelo carinho!

xoxo

© Mundo Platônico Todos os direitos reservados.
Criado por: Gabriela Morgante.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo