#Resenha “Meu amor, meu bem, meu querido”

 

  • Título: Meu amor, meu bem, meu querido
  • Autora: Deb Caletti
  • Editora: Novo Conceito
  • Páginas: 240
  • Conceito: 123
  • Comente na #resenha e ganhe pontos na promoção 2º Festival de Livros NC.

É verão no nordeste da cidade de Nine Mile Falls e Ruby McQueen, comumente conhecida como A Garota Calada, está saindo com o maravilhoso, rico e louco por emoções Travis Becker. No entanto, Ruby está num beco sem saída e percebe que se arrisca cada vez mais quando está com Travis. Para manter Ruby ocupada, sua mãe, Ann, a leva para o clube de leitura que ela comanda. Quando descobrem que uma das criadoras do clube é a protagonista de uma trágica história de amor que estão lendo, Ann e Ruby planejam um encontro dos amantes de longa data. Contudo, para Ruby essa missão acaba sendo muito mais do que apenas uma viagem...

Comecei a leitura de “Meu amor, meu bem, meu querido” esperando uma história leve e clichê, um típico romance adolescente, mas apesar da premissa do livro ser assim a história toma rumos surpreendentes e passa longe de ser uma história de amor comum. É um livro sobre família, amor, escolhas erradas, aventura, e principalmente autoconhecimento. Uma ótima história, mas que infelizmente foi mal contada.

  • “(…) Existem coisas pequenas, poucas palavras, um instante no tempo, uma decisão que se toma, que são atos irremediáveis, irreparáveis. Escolhas precipitadas que, no fim, são tão poderosas quanto placas tectônicas no fundo da terra. Um único estante: sim ou não?”

Ruby McQueen é boa filha, irmã, e amiga, conhecida como “a garota calada” ela  é muito tímida e tem um certo medo de viver. O pai de Ruby é um músico que aparece raramente em casa, ele deixou sua mãe Ann há anos, mas ela ainda o ama e sofre toda vez que ele a deixa novamente. Ruby não gosta da atitude de sua mãe e gostaria que ela não deixa-se mais seu pai fazê-la sofrer, mas o amor é complicado e sem perceber Ruby começa a seguir os mesmos passos da mãe quando conhece Travis Becker.

Travis é um típico bad boy, rico, bonito, sem limites, gosta do perigo, e tem uma moto que Ruby adora. Ruby está longe de ser uma garota corajosa, mas quando ela aceita passar por várias situações cheias de adrenalina com Travis ele acredita que ela é destemida, e Ruby acaba se tornando uma pessoa diferente quando está ao lado dele. Mas Travis não é uma boa pessoa e envolve Ruby em situações ilegais. Ruby acredita estar apaixonada por ele,  ela gosta de se sentir corajosa, mas não aprova suas  atitudes. Será que Ruby vai conseguir fazer o que é certo e deixar Travis, ou vai se perder por esse caminho de insensatez?

  • “(…) Eu não tinha medo de nada, porque era isso o que ele queria de mim. Talvez fosse melhor eu ser quem ele queria do que quem eu pensava que era. […]  Travis Becker era um pouco louco. Mas nossos corações batiam em uníssono, e era isso o que importava.”

Ruby precisa se encontrar, e apesar de tomar algumas atitudes estupidas ela não é uma má pessoa. Os conflitos de Ruby se tornam cada vez maiores, e é nesse contexto que ela parte em uma viagem com sua mãe, irmão, e o clube do livro compostos por idosos Rainhas das Caçarolas, para resolver um caso de amor antigo de um dos membros do clube e juntar os dois velhos amantes. Muito além de Travis, é essa viagem que vai mudar o verão e a vida de Ruby para sempre.

Eu gostei da Ruby, ela se envolveu com uma pessoa errada na fase mais complicada e acabou se perdendo um pouco, utilizando o clichê ela precisava cair para aprender a se levantar, e Ruby não me decepcionou, conseguiu ter coragem para enfrentar tudo em sua vida. Eu gostaria que o personagem Travis fosse mais explorado, como Ruby ficamos sem entender o porque de suas atitudes e seu vício por fortes emoções, a explicação que ele é um playboy mal caráter é fraca, por isso o romance dele com Ruby não me convenceu.

  • “(…) Para um olho destreinado, necessidade e amor eram facilmente confundidos, como uma pintura original de um mestre e sua cópia. Tudo o que eu podia fazer, então, era sentir aquele vazio no estômago, e dentro do coração, e nomeá-lo amor. Senti a mão de Travis na minha cabeça,
  • me empurrando para debaixo d’água. “

Eu queria ler romance adolescente e encontrei isso de uma forma totalmente diferente em “Meu amor, meu bem, meu querido”, a mensagem do livro é muito boa e tenho certeza que ficarei com ela na minha memória durante muito tempo. É um livro mais feminino, e fica a dica para as leitoras que eu não concordo com a afirmação de que as mulheres precisam de um homem para se encontrar, mas sim para se perder ;)

Como disse acima gostei da mensagem do livro, mas definitivamente não gostei da forma que a autora contou essa história. O livro é pequeno e li apenas em uma tarde, mas em vários momentos quis parar de ler por causa dos diálogos confusos e as muitas passagens maçantes e desnecessárias, resumindo não gostei da narrativa da escritora Deb Caletti.  Indico o livro por causa de sua mensagem e da ótima protagonista, mas quem como eu gosta de história bem contada irá infelizmente se decepcionar .

“(…) Deixe-me esclarecer. Você se apaixona e então pensa que se encontrou. Mas quase sempre você está se procurando dentro dele. Isso é um fato. Há somente um lugar onde você pode se encontrar. – Ela bateu no peito. […] Não vou ser adereço de ninguém. Não vou ser meu amor, meu bem, minha querida de ninguém.”

25 comentários:

  1. Gostei da resenha e da história do livro , é tão bom quando lemos um livro esperando algo e ele nos surpreende no fim , acho que tb vou gostar muito deste livro .Bjus Mih

    ResponderExcluir
  2. Oiii,
    Tenho este livro em casa para ler. Sou apaixonada pela capa.
    Já li o outro livro da Deb Caletti.
    Gostei da sua resenha, mas agora fiquei com certo receio da leitura.
    Acho que vou gostar de Ruby e que pena qe o livro é um pouco massante, não gosto muito disso.
    Beijos,
    Katielle

    ResponderExcluir
  3. Que pena que a história não é bem contada mas se vale a pena ler estou nessa, gosto muito de livros com temas de adolescência.Ainda não tenho esse vai ser minha prôxima compra, gostei da capa assim que vi.

    ResponderExcluir
  4. Amei a resenha, o livro parece ser muito bom, principalmente, pq pela última frase parece que ela acorda e se descobre. Não era um livro que me chamava atenção, mas agora fiquei com vontade de ler.

    ResponderExcluir
  5. acho que é um livro que a gente tenta se descobrir mais ainda, e acho que a Ruby é como muita gente, inclusive eu, que tento me descobrir a cada dia!

    ResponderExcluir
  6. Eu gostaria de ler, pois adoro romances! Gostei da história, entrou p minha lista de "quero ler". haha :)

    ResponderExcluir
  7. Também imaginei que se tratava de uma história clichê. É complicado quando a história é boa, mas o autor não sabe contar de uma forma legal...

    Facebook: Leila Schmitz

    ResponderExcluir
  8. Que pena que o livro não agradou tanto, é ruim quando os personagens são rasos, mas como o livro não é muito grosso,dai é normal.
    Também acho que nos mulheres não precisamos de um homem ao lado pra ser feliz..nos temos que aprender a não depender tanto dos ouros, so acho rsrs, beijos.

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito do titulo e da capa do livro, mas saber que a narrativa não cativa me desistimula um pouco. Claro que se tiver a oportunidade irei ler. Mas não está na minha lista de prioridades. Bjkss

    ResponderExcluir
  10. Poxa que pena que foi mal contada... tinha todos os elementos para uma boa trama como: família, amor, aventura e etc.
    Ainda não conheço a escrita da autora.

    ResponderExcluir
  11. Achei esse livro bem bom, a história dele parece ser fofa do jeito que gosto. Pela resenha deu pra entender melhor do que se trata e ainda acho bem bom. Gostei do ultimo que li dela, espero que esse seja legal como aquele.

    ResponderExcluir
  12. Não gosto de livros maçantes, fico com vontade de largar e odeio fazer isso. Imaginei uma história totalmente diferente do que você nos contou em sua resenha. Por que esse bad boy tinha de se chamar Travis?? rsrs. Mas enfim, achei que seria um livro levezinho e com um romance diferente do que você disse que é. Espero não me decepcionar quando ler, ainda não li nada dessa autora mas fiquei com um pouco de receio.
    Bjs, Greice.

    ResponderExcluir
  13. Poxa, é uma pena que a história não é bem contada, o livro parecia ser tão bom... Ainda assim fiquei curiosa, já queria lê-lo antes, acho que já vou comprá-lo *-* A história Ruby parece ser ótima, acho que vai valer a pena ler esse livro só por ela... Adorei a resenha! Bjo

    ResponderExcluir
  14. O Livro parece ser incrível , também fiquei surpreendida, como você falou o livro aparentava ser clichê!
    Ótima resenha!
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Esse livro não me despertou muito, mas sua resenha me deixou um pouco curioso, quem sabe um dia....parabéns pela resenha....abçs.

    ResponderExcluir
  16. Eu acabei de ler o Um Lugar para Ficar da mesma autora e gostei bastante. Achei a leitura bem rápida e leve até, apesar da seriedade do assunto tratado. Curiosa para saber como Ruby vai sair dessa e se achar de novo =)

    Bjs
    @Tibiux

    ResponderExcluir
  17. Amei o livro, principalmente a resenha, parabéns pela criatividade. Eu adoro livro desse gênero.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  19. Nossa adorei a resenha, estou louca pra le-lo todinha

    ResponderExcluir
  20. Nunca li livros dessa autora, mas só pela capa fiquei encantada.
    Amei a resenha.

    Beijos...

    ResponderExcluir
  21. Adorei a resenha e estou louca para ler!!

    ResponderExcluir
  22. nossa, o book trailer realmente resumiu a história toda a um livro clichê de adolescente, não gostei--'
    geralmente não gosto desses book trailers. Nem falou nada sobre a viagem sendo que vc disse que foi bem mais importante que o namorado dela. E ainda focou em popularidade.
    Mas gostei da resenha e me interessei pelo livro. Pena que vc não gostou da narrativa da autora.

    ResponderExcluir
  23. Eu to louca pra ler esse livro, pois ele parece ser muito bom sempre vejo só resenhas ótimas sobre ele e não vejo a hora de começar a leitura quando o meu livro chegar :D

    ResponderExcluir

Adoro receber críticas construtivas! :)
Sempre que posso reservo um tempo para responder todos os comentários!
Obrigada desde já pelo carinho!

xoxo

© Mundo Platônico Todos os direitos reservados.
Criado por: Gabriela Morgante.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo