|Indicação de Séries| A Mediadora, por Meg Cabot

Finalmente terminei de ler a série A Mediadora <3 E eu não poderia deixar de comentar sobre essa história tão querida aqui no Mundo Platônico. Demorarei muito tempo para ler a série porque são seis livros publicados pela Galera Record, e fica caro comprar todos de uma vez, então acabei lendo pela coleção econômica “vira-vira”, e como os livros são bem curtos adorei poder ler um atrás do outro pagando pouco, e ainda economizando espaço na minha estante. Saibam mais sobre a série e minhas opiniões abaixo. (:

  • “- O que você vai fazer esta noite?
  • Pensei em dizer a verdade: “Ah, nada. Só exorcizar minha alma para poder percorrer o purgatório, procurando o fantasma do caubói morto que morava no meu quarto.” Mas isso, claro, poderia parecer petulante, ou como uma daquelas desculpas que as garotas inventam.”

#1 Terra das Sombras (2004)
#2 O Arcano Nove (2004)
#3 A Reunião (2005)
#4 A Hora Mais Sombria (2005)
#5 Assombrado (2006)
#6 Crepúsculo (2007)

“Falar com um fantasma pode ser assustador. Ter a habilidade de se comunicar com todos eles então é de arrepiar qualquer um. A jovem Suzannah seria uma adolescente nova-iorquina comum, com seu indefectível casaco de couro, botas de combate e humor cáustico, se não fosse por um pequeno detalhe: ela conversa com mortos. Suzannah é uma mediadora, em termos místicos, uma pessoa cuja missão é ajudar almas penadas a descansar em paz. Um dom nada bem-vindo e que a deixa em apuros com mãe e professores. Como convencê-los da inocência nas travessuras provocadas por assombrações?”

A MEDIADORA foi uma série que me surpreendeu demais, por um tempo relutei em ler os livros da Meg Cabot porque li alguns bem bobinhos como “Sorte ou Azar?”, mas sempre li críticas muito positivas sobre esta série. Quando comecei a ler A Mediadora notei o mesmo estilo de escrita descontraído da autora, e que atrelado a personagens marcantes, situações muito inusitadas, e muita confusão, me divertiu demais.

A história começa com a mediadora Suzannah Simmons viajando de Nova York para Carmel na Califórnia, um lugar ensolarado e totalmente diferente do que Suzannah estava acostumada, ela se muda para um casarão do século XIX, para viver com sua mãe e seu padrasto Andy, que tem três filhos, Jake, Brad e David (ou Soneca, Dunga e Mestre como Suzannah prefere chamá-los :D). E passa a estudar na mesma escola que eles, A Academia Católica Junípero Serra.

O que Suzannah não esperava é que ao chegar em seu novo quarto já houvesse alguém morando lá há mais de 150 anos. Jesse, um fantasma espanhol que foi assassinado em 1850 e desde então vive no quarto que agora é de Suzannah. Tudo bem, Suzannah está acostuma a lidar com situações como essa, sendo mediadora seu trabalho é ajudar as pessoas seguirem “para luz” depois de sua morte, acontece que Jesse é muito gato e logo Suzannah se apega muito ao seu colega de quarto, e Jesse se torna o único fantasma que Suzannah não quer e nem pretende mediar.

“(…) Ele piscou com aqueles enormes olhos negros. Suas pestanas eram mais longas que as minhas. Não é sempre que dou de cara com um fantasma que também é uma graça, mas aquele cara... caramba, ele devia ser uma coisa quando vivo, pois ali estava ele morto e eu já queria adivinhar como eram as coisas por baixo da camisa branca que usava, bem aberta, mostrando um bocado do peito, e até um pouco do abdômen. Será que fantasma também faz abdominal? Era o tipo da coisa que nunca tivera a oportunidade – ou vontade - de explorar até então. Não que eu fosse me deixar perturbar por esse tipo de coisa àquela altura dos acontecimentos. Afinal de contas, sou uma profissional.”

Os livros possuem histórias curtas, mas todas são essências para descobrirmos mais detalhes sobre os mediadores, e a cada livro a história vai ficando mais sombria e novos vilões aparecem para tirar o sossego dos protagonistas. Suzannah vê fantasmas desde os dois anos de idade, e frequentemente é visitada pelo fantasma do seu pai, que mesmo após da morte não conseguiu abandonar sua mulher e filha. Suze percebeu desde cedo que não podia revelar o que via, e sua mãe e família nada sabem dos seus estranhos poderes, apenas acham que Suzannah gosta muito de se meter em confusão.

A história é muito mais do que eu resumi acima, cada livro tem um mistério, um caso para Suzannah resolver e fantasmas para ela mediar, e na maioria das vezes esses fantasmas não querem cooperar, e  Suzannah age do modo mais profissional possível chutando a bunda deles até eles voltarem a razão. Padre Dominic é o diretor da Academia Católica, e logo Suzannah descobre que ele também é mediador, o único que ela já conheceu, e os dois se tornam amigos apesar do padre não gostar do modo que Suzannah lida com os mortos, ele acredita que eles possuem um dom divino, e Suzannah acha que foi amaldiçoada.

Com o decorrer da história o relacionamento de Jesse e Suzannah vai se desenvolvendo, e apesar de Jesse ser um fofo e ajudar Suzannah em várias situações, ele não parece querer ter nada além da amizade dela, para o desgosto de Suze que já se apaixonou na primeira vez que Jesse a chamou de “Mi hermosa”. O melhor dessa serie, além de Suze&Jesse, são os diálogos muito inteligentes e engraçados, Suzannah é uma protagonista determinada, sarcástica, e cabeça dura, mas que nos conquista com sua personalidade marcante, seu gosto para moda, e o seu jeito esquentado de lidar com os problemas dos fantasmas.

a-mediadora-livro1a-mediadora-livro2a-mediadora-livro3a-mediadora-livro4a-mediadora-livro5a-mediadora-livro6

Eu adorei A Mediadora, me diverti demais lendo, e torci muito por Jesse e Suze que por uma questão de vida e morte nunca poderiam se tornar um casal. Terminei de ler os dois últimos livros essa semana, e fiquei muito satisfeita com o final, mas já estou morrendo de saudades da história. Minha única reclamação é que essa série deveria ser maior, e com muitos mais momentos Suze&Jesse, e mais fantasmas para Suzannah mediar! Com certeza uma das minhas séries favoritas que vai deixar muita saudade, não deixem de ler :’)

Eu queria fazer minha coleção com as capas  antigas da série que coloquei no começo do post, mas nas livrarias só estão à venda os livros com as capas da nova edição, que eu particularmente não gosto porque elas não combinam com a história. As edições que eu tenho são bem simples, mas confesso que gostei de muito de ler dois livros de uma vez, então indico muito a coleção vira-vira que além de tudo é mais barata! (:

Meggin Patricia Cabot, mais conhecida pela abreviação Meg Cabot, Patricia Cabot ou pelo seu pseudônimo Jenny Carroll, é uma escritora estadunidense. É mundialmente famosa por ser autora de mais de 60 livros, dentre os quais seu maior bestseller é a série de dez volumes O Diário da Princesa. Atualmente Meg vive com seu marido em Nova Iorque. Site oficial: www.megcabot.com
Twitter: @megcabot

5 comentários:

  1. ótima resenha!
    A Meg confirmou no twitter que está escrevendo o 7º livro da saga ;)

    ResponderExcluir
  2. Acho que fui uma das poucas e únicas que não gostou muito de A Mediadora. A série simplesmente não me desceu. Li os 2 primeiros volumes e não senti vontade alguma de continuar. Infelizmente, os livros escritos por Meg nunca me conquistaram. Beijos.
    Bruna Alves.

    ResponderExcluir
  3. Eu Amo de paixão essa série. Li somente os 3 primeiros até agora, pois comprei em promoção mas não tinha o 4º livro, consegui na semana passada, até que enfim, achei que não iria achar em lugar nenhum mais com a capa nova. Pretendo terminar logo a leitura da série. Jesse <3
    Greice.

    ResponderExcluir
  4. Nandaaaaa muito obrigada pela notícia! Eu não sabia que ela esta escrevendo o sétimo livro da série! Estou tão feliz agora :D

    Beijos,

    Gabi (Mundo Platônico). (:

    ResponderExcluir
  5. todo mundo fala dessa série, tenho que ler um dia. Adoro os livros da Meg. E nem preciso dizer pela milésima vez o quanto invejo sua estante né? Lola e o Garoto da Casa ao Lado, Anna e o Beijo Francês, Glimmerglass. Esse Desculpa se Te Chamo de Amor é um italiano que fizeram filme? acho que ja ouvi falar nele

    ResponderExcluir

Adoro receber críticas construtivas! :)
Sempre que posso reservo um tempo para responder todos os comentários!
Obrigada desde já pelo carinho!

xoxo

© Mundo Platônico Todos os direitos reservados.
Criado por: Gabriela Morgante.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo