#RESENHA Fazendo Meu Filme #1 A Estreia de Fani

 

  • Título: Fazendo Meu Filme #1 A Estreia de Fani
  • Autora: Paula Pimenta
  • Editora: Gutenberg
  • Páginas: 336
  • Conceito: 12345

Tudo muda na vida de Fani quando surge a oportunidade de fazer um intercâmbio e morar um ano em outro país. As reveladoras conversas por telefone ou MSN e os constantes bilhetinhos durante a aula passam a ter outro assunto: a viagem que se aproxima.
“Fazendo meu filme” nos apresenta o fascinante universo de uma menina cheia de expectativas, que vive a dúvida entre continuar sua rotina, com seus amigos, familiares, estudos e seu inesperado novo amor, ou se aventurar em um outro país e mergulhar num mundo cheio de novas possibilidades.

“Fazendo meu Filme” foi um livro que ficou por muito tempo na minha fila de leituras sem que eu nem soubesse quando teria tempo para lê-lo, peguei o primeiro volume em uma tarde que estava precisando de uma leitura mais leve. Todas as críticas que li sobre a série eram positivas, e isso gerou uma certa expectativa, tive medo de me decepcionar com a história, mas fico feliz em dizer que isso não aconteceu.

  • “(…) Ele falou mais uma vez, baixinho no meu ouvido, “o filme está apenas começando.” Eu sorri pra ele no meio das lágrimas, ele sorriu de volta, e eu percebi que ele estava certo. Aquilo era só o trailer. Agora era que o filme realmente iria iniciar." 

Paula Pimenta conseguiu me envolver completamente com a sua história, o livro é cheio de detalhes que chamam a nossa atenção e nos prendem na leitura, como a lista de filmes favoritos da Fani, os trechos que iniciam cada capítulo, as conversas no msn, bilhetes trocados ou até mesmo mesmo a tabela com os horários de aulas, tudo presente no livro e esses detalhes são um grande diferencial, pois deixam a leitura mais leve, e nos fazem acreditar que realmente estamos lendo sobre a vida de adolescentes.

A protagonista da história é a Fani, que vê sua vida virar de ponta cabeça quando recebe a oportunidade de fazer um intercâmbio e morar um ano em outro país. O intercâmbio ainda nem é uma certeza, mas as relações da Fani com seus amigos já começam a mudar, principalmente quando o seu melhor amigo Leo se afasta dela e começa um namoro com a pior menina que ele poderia escolher no colégio. O enredo gira em torno dos encontros e desencontros dos personagens, os conflitos adolescentes, mudanças e decisões que podem mudar o rumo da vida de Fani.

A relação de Fani com as suas amigas Gabi e Nathália é muito legal e verdadeira, nos tornamos amigas delas também, e identificamos várias pessoas que conhecemos com os personagens. Desde o começo já sabemos que Leo é o par ideal para a Fani, e que eles vão acabar ficando juntos, mas a autora nos surpreende criando várias pegadinhas do destino no caminho dos dois, e só posso dizer que torci muito pelo casal até  final, apesar de todos os desencontros que caracterizam um filme de comédia romântica.

  • "A música estava alta, mas eu não sei dizer qual era. Eu tinha acabado de olhar o relógio, mas eu não me lembrava mais das horas. Eu só sabia que eu queria que o tempo congelasse naquele minuto. E que aquela música não terminasse nunca mais.  O que eu senti foi uma sensação pela qual eu nunca tinha passado na vida. Um tremor dos pés à cabeça, mas um tremor que me aquecia... e ao mesmo tempo aquele frio na barriga que não ia embora (…) "

O que eu mais gostei na história foi que, quando li “Não sou este tipo de garota” amei a leitura leve e todo aquele clima de high school, como  a formatura, baile, grêmio e etc. Nunca havia lido nada que narrasse a vida de adolescentes brasileiros no ensino médio, um período de transição muito grande, com várias complicações da adolescência, a escola, relação com os pais… E Fazendo Meu Filme trouxe muito isso, o que foi super legal. Fiquei orgulhosa por finalmente ler algo assim brasileiro.

Gostei muito da leitura, e indico para as leitoras e leitores de todas as idades, principalmente para aqueles que amam assistir filmes e ler livros infanto-juvenis. A narrativa da história e ótima, a única coisa que me incomodou foi o uso excessivo de palavras no diminutivo como: “baixinho”, “turminha”, “calorzinho” e etc. Adolescentes não falam assim, e os diminutivos tornaram o livro mais infantil, mas acredito que isso mudará nos próximos volumes através do desenvolvimento dos personagens.

Tenho os três primeiros volumes da série e estou muito ansiosa para continuar a ler. O quarto e último livro, “Fani em busca do final feliz” foi lançado recentemente, e já possui críticas muito positivas. Vocês podem acessar o site da autora Paula Pimenta, e curtir a FanPage dela no Facebook. A série Fazendo meu Filme também tem um site super fofo, vale a pena conferir ;)

Comentou? Então preencha o formulário! Saiba como participar da promoção “Eu Amo a Novo Conceito”. Promoção válida até 09/06.

7 comentários:

  1. Parabéns pela resenha Gabriela! Estou ansiosa para ler a série Fazendo Meu Filme! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro a capa dos livros da série mas esse tipo de história não me atrai nenhum pouco. =/

    Quem está doida pra ler a série é minha irmã. rs

    ResponderExcluir
  3. Oii Gabi
    Como eu já comentei antes, fui no evento de divulgação do livro com a Paula (ui, adoro intimidade com autores :B kkkk) e foi lá que eu fiquei sabendo mais do que se trata a série.
    Admito que quando eu cheguei e vi várias gurias de 10 e 12 anos eu me assustei :B, pensei que os livros seriam meio "bobos". Mas depois eu comecei a reparar que tinha gente de todas as idades, tiveram mães falando que leem os livros não só PARA AS filhas, mas sim COM as filhas.

    Uma coisa que eu achei interessante foi que perguntaram para a Paula se a história era meio que "autobiográfica" e ela disse que, embora tenha utilizado acontecimentos da vida dela, ela só se baseou... Nada que fosse definir algum capítulo.

    E haha, falaram tanto do Léo e do outro cara que ela vai conhecer no intercâmbio no evento que eu já nem sei mais por quem torceria xD

    :*

    ResponderExcluir
  4. Sou super curiosa pra ler um livro da Paula Pimenta!! Todo mundo fala tão bem da autora!! E o número de fãs que a gente vê nas fotos dos eventos que ela participa é surpreendente!! =)

    Eu gosto dessas leituras juvenis, e fico feliz de saber que você não se decepcionou e que até sentiu orgulho pela história desenvolvida por uma autora brasileira!!

    Pelos detalhes que você diz que constam no livro, como horários de aula e bilhetes trocados, me parece que a diagramação deve ser bem legal, né?

    Beijo!

    Ju
    entrepalcoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Esse livro está na minha lista do skoob faz tempo, e só não o peguei ainda porque ainda tenho outros na fila! Mas eu também estou precisando um pouco de algo mais leve.. li Anna e o Beijo Francês e amei! Super fofo e leve.. e natural.
    Esse Não sou esse tipo de garota também, é um livro do qual eu posso ler em qualquer lugar, com qualquer estado de espírito, que ele não me consome e me diverte.
    Ultimamente eu estava lendo livros como os da Trilogia Millenium, Precisamos falar sobre o Kevin e outros que são pesados e que nos consomem muito, embora sejam gratificantes. Mas eu definitivamente preciso ler algumas coisa que seja mais natural pra mim.. e relatos sobre as épocas de ensino médio sempre nos divertem!
    Essa sua indicação da Paula Pimenta é perfeita, todo mundo super indica essa série de livros dela, e eu acho que tenho que desenbolsar logo e comprá-los pra tirar minhas próprias conclusões!
    Ainda mais com história de intercâmbio... ah não vejo a hora de faze o meu!
    Parabéns pela resenha Gabis!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Tenho muita curiosidade pra ler esse livro, e todos os outros da série, sempre vejo pessoas que também gostaram do livro e deve mesmo ser legal ver os adolescentes brasileiros no livro, sempre vemos isso, mas de americanos!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Gabi!
    Sei lá, esses livros não conseguem chamar a minha atenção. Todo mundo fala muito bem dele e tal, mas...
    Quem sabe um dia né??
    Ótima resenha! :)
    Bjs,

    Gabriel M. Souza
    http://carolespilotro.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Adoro receber críticas construtivas! :)
Sempre que posso reservo um tempo para responder todos os comentários!
Obrigada desde já pelo carinho!

xoxo

© Mundo Platônico Todos os direitos reservados.
Criado por: Gabriela Morgante.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo