|CRÍTICA DE DOMINGO| A Invenção de Hugo Cabret

Escrito por KARINY KELLY ou Kaah (@Kaahoiq_)  que aos domingos traz novidades, adaptações, top listas ou mesmo críticas de filmes para entreter os leitores do Mundo Platônico.

  • Título Original: Hugo
  • Gênero: Aventura/ Mistério/ Drama
  • Elenco: Asa Butterfield, Chloe Moretz, Jude Law, Helen McCrory, Ben Kingsley;
  • Duração: 127 min.
  • Ano: 2011
  • Avaliação: 8,0/10

[SINOPSE DO FILME] Hugo é um garoto de 12 anos que vive em uma estação de trem em Paris no começo do século 20. Seu pai, um relojoeiro que trabalhava em um museu, morre momentos depois de mostrar a Hugo a sua última descoberta: um androide, sentado numa escrivaninha, com uma caneta na mão, aguardando para escrever uma importante mensagem. O problema é que o menino não consegue ligar o robô, nem resolver o mistério.

“A invenção de Hugo Cabret”, ou simplesmente Hugo, é baseado no romance de mesmo nome do escritor Brian Selznick. O Filme se passa da década de 30, na cidade de Paris e conta a estória de Hugo, um garoto que perdeu seus pais cedo e acabou precisando ir viver com o tio bêbado que mora na estação de trem.

Porém seu tio desaparece e Hugo acaba tendo que se virar sozinho, vivendo de forma clandestina dentro da estação. Neste tempo sua única preocupação é cuidar dos ponteiros do relógio e tentar conseguir peças para concertar o robô misterioso, que ficou com ele após a morte de seu pai. Porém, mesmo que aparentemente o robô esteja totalmente concertado, fica faltando apenas uma peça, uma chave em formato de coração, que é a peça principal para que o robô de fato funcione.

Tudo que Hugo faz no robô/com o robô ele anota em um pequeno caderno, junto com desenhos e tudo que ele aprendeu. Em uma de suas aventuras para conseguir peças para o androide, Hugo acaba sendo pego, e como castigo tem seu caderno tirado de si por Papa Georges/ Georges que ao folhear algumas páginas do pequeno caderno e fica um tanto assustado com o que vê.

Tentando recuperar seu caderno Hugo acaba conhecendo Isabelle, afilhada de Georges, que se torna sua amiga e o ajuda a procurar por seu caderno, e juntos eles acabam descobrindo o mistério por trás do misterioso androide.

 

A invenção de Hugo Cabret é um espetáculo de belas imagens. A produção do filme é incrivelmente bela, a paisagem de Paris dos anos 30 é de diversas vezes de tirar o fôlego. O filme não é só mais um filme no meio de tantos, mas é também uma forma de homenagear cineastas, e o cinema antigo em si, mostrando diversas vezes produções de filmes antigos.

“Hugo Cabret” é razoavelmente leve e reconfortante, mas, além disso, é um filme que nos faz ver e amar o que houve e sempre haverá por traz do cinema, é um filme que te faz querer enxergar por trás do filme. É um filme que merece ser prestigiado.

O livro por Brian Selznick:

Prepare-se para entrar em um mundo onde o mistério e o suspense ditam as regras. Hugo Cabret é um menino órfão que vive escondido na central de trem de Paris dos anos 1930. esgueirando-se por passagens secretas, Hugo cuida dos gigantescos relógios do lugar: escuta seus compassos, observa os enormes ponteiros e responsabiliza-se pelo funcionamento das máquinas.
A sobrevivência de Hugo depende do anonimato: ele tenta se manter invisível porque guarda um incrível segredo, que é posto em risco quando o severo dono da loja de brinquedos da estação e sua afilhada cruzam o caminho do garoto.
Um desenho enigmático, um caderno valioso, uma chave roubada e um homem mecânico estão no centro desta intrincada e imprevisível história, que, narrada por texto e imagens, mistura elementos dos quadrinhos e do cinema, oferecendo uma diferente e emocionante experiência de leitura.

Comentou? Então preencha o formulário! Saiba como participar da promoção “Eu Amo a Novo Conceito”.

8 comentários:

  1. Quando eu olhei o livro pela 1ª vez na livraria, me surpreendi! Não imaginava que tería tantas imagens. Minha amiga me olhou e perguntou em que lugar estava a história além das ilustrações kkkkkkkk
    Como pegarei o livro em breve, ainda não vi o filme... Só depois que terminar o livro :P
    Mas a curiosidade é grande! *.*

    :*

    ResponderExcluir
  2. Parece ser um filme e tanto mesmo! Não sei se irei ler o livro mas, com certeza, irei assistir o filme! ;D

    ResponderExcluir
  3. Me interessei pelo filme assim que vi trailler, mas precisava de um resenha para ter certeza de que o filme era bom xD
    Para mim seria apenas mais uma aventura boba de uma criança em busca de algo. Mas pelo visto não, né? xD
    Ele com certeza vai para minha lista ^-^
    Até~

    Torta de Menina

    ResponderExcluir
  4. Ainda não vi o filme e nem li o livro, mas estou curioso para pelo menos assistir a versão cinematográfica. A história parece mesmo ser muito melhor do que eu imaginava que era, espero ver logo o filme!

    ResponderExcluir
  5. Eu não sabia que esse filme era baseado em um livro. Quando vi o trailer achei que era meio infantil e não me interessei muito, mas talvez eu dê uma chance para o filme, o cenário (Paris nos anos 30) deve ser realmente apaixonante!

    ResponderExcluir
  6. O livro eu não li.. não sei se vai entrar pra minha lista, mas o filme entrou sim. Eu já havia lido uma outra crítica extremamente favorável à esse filme e fiquei com ele na minha cabeça. Lendo agora essa crítica no seu blog só me deixou com mais vontade de ver, obrigada pela sugestão! xoxo

    ResponderExcluir
  7. Eu acho que esse filme deve ser encantador!! =)

    Mas eu preciso ler o livro antes... e ainda não tive condições. Então, terei que esperar pra assistir.

    Não adianta, sou teimosa mesmo, rs, gosto de formar minhas próprias imagens na cabeça pra depois compará-las com o que vejo na tela! Ou seja, perco quase todos os filmes enquanto estão no cinema! hehe

    ResponderExcluir
  8. Agora eu vi o trailer do filme.. não tinha visto antes porque meu notebook estava sem áudio (ninguém merece né...).
    Não sei como vou convencer o meu namorado a vê-lo, ele não gosta desse tipo de filme, mas eu fiquei com muita vontade de ver!

    Vou na locadora alugar, isso se tiver, porque nesses dias eu fui lá alugar Contágio (que eu amei) e ele disse que não comprou porque não acontece nada no filme (aff). Vou tentar a sorte! hehe
    Beijos

    ResponderExcluir

Adoro receber críticas construtivas! :)
Sempre que posso reservo um tempo para responder todos os comentários!
Obrigada desde já pelo carinho!

xoxo

© Mundo Platônico Todos os direitos reservados.
Criado por: Gabriela Morgante.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo