|CRÍTICA DE DOMINGO| “Um dia”

Escrito por KARINY KELLY ou Kaah (@Kaahoiq_)  que aos domingos traz novidades, adaptações, top listas ou mesmo críticas de filmes para entreter os leitores do Mundo Platônico.

  • Título Original: One Day
  • Gênero: Romance/Drama
  • Elenco: Anne Hathaway e Jim Sturgess
  • Duração: 107 min.
  • Ano: 2011
  • Avaliação: 7/10

[SINOPSE DO FILME] Depois de um dia juntos – 15 de julho de 1988, data da formatura da faculdade – Emma Morley (Anne Hathaway) e Dexter Mayhew (Jim Sturgess) iniciam uma amizade que durará a vida toda. Ela é uma menina de classe operária cheia de princípios e ambição que sonha em tornar o mundo um lugar melhor. Ele é um conquistador rico que sonha que o mundo será o seu playground. Nas duas décadas que se seguem, momentos-chaves de seu relacionamento são vividos em diversos dias 15 de julho da vida dos dois. Juntos ou separados, vemos eles ao longo de sua amizade e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risadas e lágrimas. Mas, em algum ponto dessa jornada, eles percebem que aquilo que buscam e desejam estava lá o tempo todo. Com a revelação do verdadeiro significado daquele dia de 1988, eles aceitam a natureza do amor e da própria vida.

Como a maioria dos amantes de livros sabe, “Um Dia” é a adaptação do Best-seller homônimo de David Nicholls. Eu estava muito ansiosa para assistir esse filme, então nem terminei a leitura para começar a assistir. O resultado foi que eu assistir todo o filme em partes: Terminava de ler um capítulo/ano e ia correndo assistir a parte correspondente do filme. No final, até que ficou legal assisti assim, mas eu acabei querendo ver alguns anos novamente.

Depois de passarem a noite de formatura juntos, Dexter (Jim Sturgess) e Emma (Anne Hathway) se tornam amigos. A partir de então o filme se passa no decorrer dos 20 anos seguintes, sempre no dia 15 de julho. Nós acompanhamos a vida de Dex e Em, e percebemos que mesmo ambos querendo manter a amizade, com o passar do tempo as coisas ficam diferentes e nem tudo saí “como deveria”. A vida segue rumos diferentes que ás vezes ninguém entende.

A tentativa de criar um enredo mais envolvente foi um pouco falha. Confesso que, como o roteirista foi o próprio David Nicholls eu esperava algo bem melhor, mas em geral é possível ver que ele se esforçou o máximo que pode para tentar manter a essência do livro, mas infelizmente isso não aconteceu.

Com relação ao livro achei o filme trivial, alguns clichês aqui, outras cenas que já se esperavam ali. Não é possível ter uma visão muito ampla dos acontecimentos, algumas coisas passam muito batidas e superficiais, comparadas ao quantos elas soam profundas no livro.

De uma maneira geral, o filme é delicado e bonito. Os atores se encaixaram perfeitamente nos personagens. E mesmo o roteiro não tendo ficado tão bom quanto eu acho que deveria, é legal ver que o David se esforçou e tentou o máximo fazer o melhor possível, mantendo alguns detalhes que talvez para os que ainda não leram o livro podem soar apenas como detalhes.

O livro:

6 comentários:

  1. Filme e livro lindo de morrer. Um dos meus favoritos ..

    http://thaypriscilla.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. SEMPRE eu prefiro a capa original. Mas, nesse caso, ocorreu o contrário. AMEI a capa com o poster do filme (???), talvez porque não tenha ficado tão-poster-de-filme assim, rs.

    Ainda não assisti o filme, nem li o livro! =(

    ResponderExcluir
  3. Eu tinha um PEQUENO interesse em ler o livro, até que assisti o filme... E perdi totalmente a vontade!

    Não gostei do filme, achei cansativo, e o final... Sem comentários.
    Até gosto de finais trágicos, mas esse não me agradou nem um pouco!

    E gostei mais da capa do filme *milagre* do que da original ^^

    :*

    ResponderExcluir
  4. Também acho o poster do filme melhor do que a capa do livro, esse poster é muito lindo mesmo *-*

    Thais minha opinião é muito parecida com a sua, não gostei muito do livro não, mas acredito que o filme seja melhor. Também achei o final trágico do livro forçado...

    Definitivamente a capa do filme ganha! *-*

    Beijos,

    Gabis
    Mundo Platônico

    ResponderExcluir
  5. Eu não vi o filme ainda, mas pelo que parece o livro (como sempre) é bem melhor. É uma pena que seja tão difícil passar certos momentos profundos do livro para o filme.

    Eu tbm estava esperando bastante do filme pelo fato de o David ser o roteirista, mas acho que vou ter que diminuir minhas expectativas :P

    ResponderExcluir
  6. Não consegui acabar de ler este livro.. não faz o meu gênero, definitivamente. O filme é bem provável que eu queira ver sim, mas o livro não volto à ler tão cedo.

    ResponderExcluir

Adoro receber críticas construtivas! :)
Sempre que posso reservo um tempo para responder todos os comentários!
Obrigada desde já pelo carinho!

xoxo

© Mundo Platônico Todos os direitos reservados.
Criado por: Gabriela Morgante.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo