#Resenha “Destino” Matched #1



  • Título: Destino – Matched #1
  • Autora: Ally Condie
  • Editora: Suma de Letras
  • Páginas:  240
  • ISBN: 9788560280810
  • Conceito:
Cassia tem absoluta confiança nas escolhas da Sociedade. Ter o destino definido pelo sistema é um preço pequeno a se pagar por uma vida tranquila e saudável, um emprego seguro e a certeza da escolha do companheiro perfeito para se formar uma família. Ela acaba de completar 17 anos e seu grande dia chegou: o Banquete do Par, o jantar oficial no qual será anunciado o nome de seu companheiro. Quando surge numa tela o rosto de seu amigo mais querido, Xander - bonito, inteligente, atencioso, íntimo dela há tantos anos -, tudo parece bom demais para ser verdade.Quando a tela se apaga, volta a se acender por um instante, revelando um outro rosto, e se apaga de novo, o mundo de certezas absolutas que ela conhecia parece se desfazer debaixo de seus pés. Agora, Cassia vê a Sociedade com novos olhos e é tomada por um inédito desejo de escolher. Escolher entre Xander e o sensível Ky, entre a segurança e o risco, entre a perfeição e a paixão. Entre a ordem estabelecida e a promessa de um novo mundo
Estava com muita expectativa para ler esse livro desde o primeiro anuncio de lançamento no Brasil, a sinopse chamou muito minha atenção, principalmente por ser uma história futurística, que nos mostra um estilo de vida muito diferente do nosso, uma das características que mais gostei em Jogos Vorazes e que também está presente em Destino, e apesar desses dois livros apresentarem futuros diferentes, partem do mesmo princípio: a luta pela liberdade. Destino tinha tudo para se tornar um dos meus favoritos, afinal já imaginou ter a sua vida completamente planejada e controlada pela sociedade?
                                                                                                                                  No futuro, a Sociedade escolhe: Onde você mora. O que come. Onde trabalha. Como se diverte. Com quem se casa. Quando você morre.

Confesso que no inicio o livro me decepcionou, as minhas expectativas estavam grandes demais, e a história começa devagar, com os pensamentos de Cassia que sempre se voltam para o seu Banquete do Par, e a perfeição da sociedade. Mas Destino é um daqueles livros que a história tem o seu ritmo próprio, as coisas se desenvolvem lentamente, e precisamos nos adaptar a esse ritmo para entrar de vez na trama.
Depois de ler o livro entendo porque estava tão afobada no começo, a sociedade se mostra prefeita, e oferece uma vida boa para quem segue as regras, mas sabemos como é horrível viver assim, com a mente fechada, sem saber criar, só podendo ler e ouvir o que a sociedade recomenda, sem ter liberdade para escolher o que você vai comer ou quem vai se casar, mas primeiramente Cassia não enxerga esse lado da Sociedade.

Cassia tem absoluta confiança nas escolhas que a Sociedade - como é  chamado o governo - lhe reserva. Ter o futuro definido pelo sistema é um preço aparentemente pequeno a se pagar por uma vida tranquila e saudável e pela escolha do companheiro perfeito para formar uma família. Ela nunca precisou fazer escolhas difíceis nem enxergou motivos para reclamar da sociedade, mas as coisas começam a mudar logo após o seu banquete do par, onde o seu melhor amigo Xander é o escolhido para ser seu par e tudo parecia perfeito.

Cassia recebe um microcartão onde estão armazenadas todas as informações que precisa saber sobre seu futuro marido. Mas ao inseri-lo no terminal de sua casa, tem uma grande surpresa: a tela se apaga, volta a se acender por um instante, revelando um outro rosto, e se apaga de novo. Cassia também conhece esse outro garoto que parece em seu microcartão, Ky. Talvez a sociedade não seja tão perfeita assim, ela começa a perceber.

  "Meu coração para, não acredito no que vejo. Um rosto reaparece no terminal, diante de mim.                 Não é o rosto de Xander".
A mente de Cassia está muito confusa, Xander, seu melhor amigo agora também é o seu par, mas como lidar com os novos sentimentos que surgem em relação ao Ky? O que uma pessoa que aparentemente segue as regras da sociedade e que sempre viveu no anonimato tem a esconder? Ky nem sempre viveu sob o controle da sociedade, e é esse passado instigante dele que Cassia começa a perseguir.
                                                                                                                                                                                                                               E as palavras que o seu avô disse em seu banquete final, antes de morrer: Você tem o direito de questionar. Será que Cassia realmente tem motivos para questionar a sociedade? Ela não demora a perceber que sim.
Ler esse crescimento de Cassia na história é impressionante, logo ela  começa a questionar cada vez mais e percebe que  a Sociedade não é perfeita, e que tem muito a esconder, apesar  de parecer ser capaz de controlar e vigiar tudo e a todos.

“Aperfeiçoaram a arte de nos dar só a liberdade suficiente. Suficiente para que, quando estamos a ponto de morder, nos ofereçam um ossinho e então rolemos, de barriga para cima, à vontade e saciados, como um cão que vi uma vez, ao visitar meus avós nos Campos.Tiveram décadas para aperfeiçoar isto: por que estou surpresa quando acontece comigo seguida vezes?”

Destino é um livro surpreendente, nos faz pensar e questionar junto com Cassia, que nunca soube como pensar ou agir sem a ajuda da Sociedade, mas que se mostra uma personagem forte e, com coragem. O livro é original e muito bem escrito, a cada novo capítulo a história se desenvolve, fica mais acelerada, e é impossível para de ler sem saber como toda essa trama vai acabar. Torci para a Cassia se revoltar contra a sociedade o livro todo, e ela se revolta, mas é muito difícil se revoltar contra aqueles que controlam absolutamente tudo em sua vida.

Os personagens são muito bem escritos, compreendi mesmo aqueles que abaixam a cabeça para a sociedade, porque fica fácil de perceber porque quase todos eles agem assim. Ky é um ótimo personagem, não faz muito aquele tipo misterioso que gosta de guardar seu passado e seus segredos, ele simplesmente não pode falar, pelo menos não até a Cassia começar a querer saber.

Parabéns para a Ally Condie que escreveu essa ótima história, o romance também é um ponto alto no livro, por que é a partir dele que a Cassia realmente começa a lutar, mas há tanta coisa envolvida, a vida de tantas pessoas, o controle da sociedade, já perceberam como amei e fiquei super empolgada com essa leitura? Se tornou um dos meus livros favoritos! Mal posso esperar para ler Crossed, OMG!

bOOK tRAILER:



"Destino é uma estreia maravilhosa. Uma verdadeira cartilha para encorajar os jovens a sempre questionar." - Los Angeles Times

"Quando penso sobre de onde veio a idéia para este livro, tenho que dar todos os méritos ao meu marido", revela a autora. "Nós estávamos tendo uma conversa sobre casamento, e ele perguntou: e se o governo pudesse decidir com quem as pessoas deveriam casar, e se este sistema fosse realmente excelente? E então nós começamos a falar sobre a idéia das pessoas serem divididas por pares."

"O universo de Destino foi inspirado em uma série de pequenas experiências ao longo de minha vida. Coisas aparentemente simples, mas que me marcaram de forma profunda, como aquela conversa com meu marido sobre o futuro e o meu baile de formatura. E outras coisas ainda mais genéricas, como a sensação de se apaixonar ou ter o primeiro filho. Acho que o meu livro é diferente das obras do mesmo gênero exatamente por estar centrado em questões mais introspectivas."
Ally Condie.

7 comentários:

  1. Que legal saber que você gostou do livro!
    Ele já está na lista dos meus favoritos!!! *-*
    Bjs

    JC
    naotemosnome.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Gabii! Uh, que bom que sua resenha é positiva! Acho que nossos gostos literários são bastante parecidos, então quando vi no twitter você comentando que não estava gostando, me deu um apertinho no coração :( To com esse livro aqui em casa para ler, espero que não demore muuuuito haha! E, que nem você falou, vi outras resenhas falando que esse livro fala bastante sobre o amor e tudo mais, não só sobre a Sociedade, e tudo mais. Acho que ia ficar bem maçante, mas ainda bem que a Cassia se revolta HAUAHSU õ/

    Enfim, espero ler o livro logo!

    Beijos!
    Giovana Joris
    http://ispirazione.org

    ResponderExcluir
  3. Oi Gabi!
    Gostei da sua resenha! Eu também gostei bastante desse livro, espero que a continuação chegue logo :)
    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  4. Esse livro vai chegar aqui em casa, to a espera dele pra poder ler e to super curiosa. WOW, cinco estrelinhas, adorei. Adorei sua resenha, muito boa (:

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

    ResponderExcluir
  5. Me dei ele de aniversário. Ele e "Eu sou o número quatro". Esse passou na frente de Destino na ordem de leitura. Mas estou suuuuuuuuuuper ansiosa pra começar ler ele! *____* Acho a capa dele tão linda!

    ResponderExcluir
  6. vejo criticas super positivas sobre este livro.
    também estou cheia de expectativas para conhecê-lo.
    a capa é linda e a do segundo mais ainda.

    ResponderExcluir
  7. <3 Matched, mas ele é bem introdutório pro mundo criado pela Condie. Estou surtada pra ler Crossed!

    --
    Maeva
    Murphy's Library

    ResponderExcluir

Adoro receber críticas construtivas! :)
Sempre que posso reservo um tempo para responder todos os comentários!
Obrigada desde já pelo carinho!

xoxo

© Mundo Platônico Todos os direitos reservados.
Criado por: Gabriela Morgante.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo