#Resenha O Despertar - Draco Saga #1 Por Dave S’

 

  • Título: O Despertar - Draco Saga #1
  • Autor: Fábio Guolo
  • Editora: Selo Brasileiro
  • Páginas: 254
  • ISBN: 9788591078905
  • *AVISO* Quem comentar nessa resenha ganhará pontos para uma futura promoção!

Imagine entrar em coma, acordar alguns anos depois e descobrir que sua sociedade e sua cultura estão sendo destruídas por uma praga que se propaga mais rápido do que é possível conter. A praga, porém, somos nós. Humanos, mortais, gananciosos, sedentos por poder e riqueza em um mundo novo. Mundo este já anteriormente dominado por seres de inteligência muito superior que nos permitiram viver em paz em seus domínios por muito tempo. No entanto, não valorizamos a liberdade que nos fora dada. Agora o preço a pagar pode ser alto demais!

Draco Saga é narrado por Dryfr, um dragão guerreiro muito antigo e sábio que se vê dormindo por 29 décadas e, quando acorda descobre que o mundo antes habitado só por dracos e outras criaturas inferiores como elfos, anões e etc, agora foi empesteado por uma nova raça inferior, que se autodenominam "humanos".

O legal dessa parte do livro é que o Mestre Draco Wyrmygn, que não estava em coma e acabou observando toda a existência dos humanos no planeta deles, começa a descrever a nossa sociedade.

Ele começa a contar como temos prazer em destruir e conquistar novas terras, em como somos egoístas e só pensamos em nosso próprio enriquecimento, em como, a procura de riquezas nós acabamos destruindo a natureza, como temos tendência de nos ajuntar em, naquela época, feudos, cidades e reinos, em como temos prazer em copular (no caso, os dracos não tem prazer nisso, por isso estranham que os humanos façam tantas coisas pra ter um relacionamento sexual).

Uma coisa que ele fala também é que os humanos tem necessidade de acreditar numa religião, como o cristianismo no grande reino humano de Nova Roma, o problema é que o autor quis dar alfinetadas em cristãos o livro inteiro, escrevendo o nome de Deus e Jesus em minúsculo, falando que nem eles os salvariam da ira dos dracos e etc, parecia que ele não cansava de criticar a igreja e o cristianismo. Concordo que a instituição igreja antigamente era corrupta, etc, mas talvez ele tenha exagerado.

Após o Mestre Draco Wyrmygn contar muito da natureza humana, os dracos resolvem criar um plano pra acabar de vez com essas pestes inferiores que estão destruindo mais e mais o planeta deles.

Aí começa o desenrolar da história, que consiste em fazer que os humanos sejam todos mortos, mas uma coisa que tem que ser levada em conta é como os "espíritos desencarnados" dos humanos acabam influenciando as tão superiores criaturas Dracos. No livro, supostamente esses espíritos que ficam rondando a procura de uma encarnação, se estivesse em números muito grandes, poderiam influenciar outras espécies a ter os mesmos costumes, como se apaixonar e etc.

E é o que acaba acontecendo com Dryfr e sua paixão Wyryn, ainda mais agora que eles tem um herdeiro a caminho!

Uma coisa legal criada nesse livro também é a menção à magia. No mundo originário dos humanos não havia mana em quantidade grande, mana é a energia que fica ao redor deles que permite ser movimentada e virar magia, já nesse mundo tem mana em grande quantidade. Então os humanos crescem como feiticeiros e passam seus ensinamentos de geração em geração, mas não conseguem ser tão sábios magicamente como os dragões.

Será que os poderosos reis desse mundo, Dracos, poderão acabar com essa peste que se espalha rápido, os humanos?

O legal desse livro é a verdadeira análise sociológica dos humanos, é legal ver como os dragões nos vêem como criaturas tão fúteis que somos. Mas é bom lembrar que quem nos criou, Deus, nos ama e sabe de nossa natureza, mas quer que vivamos com ele mesmo assim. ;D

Indico esse livro, o cenário medieval, os dragões, as guerras e toda análise dos humanos valem a pena. Eu realmente gostava das páginas que virava e ficava triste quando tinha que largá-lo e fazer outras coisas, estou ansioso pra continuação A Sentinela (Vol. 2) - Draco Saga.

DAVI SANT'ANA - Colunista e resenhista do Mundo Platônico. Para elogia-lo, dar sugestões ou simplesmente bater um papo sobre livros e afins, basta segui-lo no twitter @Dave_wah

9 comentários:

  1. Parabéns pela resenha! Estou ansiosa para ler Draco O Despertar. Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Super interessante Gabi, acho que foge um pouco do meu gosto, mas eu leria sim e com muito prazer. Tuas resenhas são ótimas e nos deixam com água na boca.

    suuuuper beijoo ♥

    ResponderExcluir
  3. Gosto de livros que falam sobre dragões, e esse tem uma abordagem um pouco diferente, fiquei curioso.

    http://sempre-lendo.blogspot.com/

    Abraços
    Juan

    ResponderExcluir
  4. Eu estou lendo e até agora está mto bom!!!

    http://conversandocomdragoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pela resenha, adorei. Eu já estava doida para ler este livro, só pela capa, pelo título, tudo nele me atraiu. Me deu realmente mais vontade de lê-lo, a resenha está ótima *-*
    Abraços!

    Rachel Lima
    http://etcoetra.blog.br

    ResponderExcluir
  6. ótima resenha Dave.
    Não me interessei muito pela história. Gosto dessas coisas medievais, guerras e etc. Mas ainda assim não me chamou muita atenção.
    Mas eu toparia ler e quem sabe mudar de opinião.

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito deste site e por isso resolvi colocar uma mensagem para conhecimento de todos. Já existe uma maneira de se fazer grampo de celular. Chama-se telefone espião. Você pode encontrar no site www.celularespiao.net

    ResponderExcluir
  8. Gostei até da resenha, mas me desanimou um pouco você dizer que o autor "crítica" um pouco demais a religião e o cristianismo!!
    sei lá, cada um com suas opiniões mas não precisa exagerar!

    ResponderExcluir

Adoro receber críticas construtivas! :)
Sempre que posso reservo um tempo para responder todos os comentários!
Obrigada desde já pelo carinho!

xoxo

© Mundo Platônico Todos os direitos reservados.
Criado por: Gabriela Morgante.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo