#Resenha “Os Sofrimentos do Jovem Werther” por Dave S’

A literatura alemã divide-se em antes e depois de Os Sofrimentos do Jovem Werther, que chega às livrarias brasileiras nesta nova e brilhante tradução de Marcelo Backes.Ao escrever Werther, em 1774, Johann Wolfgang Goethe alcançava sua primeira obra de sucesso e, de quebra, dava início à prosa moderna na Alemanha. Werther não é, simplesmente, um romance em cartas assim como Nova Heloísa de Rousseau ou Pamela de Richardson. Esta que é uma das mais célebres obras de Goethe é o romance de uma alma, uma história interior. Dilacerante, arrebatada é a história de uma paixão literalmente devastadora. Com enorme repercussão quando do seu lançamento, Werther foi um testemunho de como a literatura tinha poder de agir na sociedade. Não foram poucos os suicídios atribuídos ao romance. Johann Wolfang von Goethe nasceu em Frankfurt em 1749 e morreu em Weimar em 1832. Poeta, romancista, dramaturgo, crítico, estadista, tornou-se um dos maiores vultos do pensamento alemão, tendo influenciado várias gerações. Em 1775, a convite do Duque Carlos Augusto, foi administrador de Weimar, onde destacou-se brilhantemente como administrador, financista e estadista. Deixou vasta obra, onde se destacam, entre outras, Werther, Ifigênia, Elegias Romanas (poesia), Fausto, Teoria das Cores, Viagem à Itália, Poesia e Verdade.

A narrativa, pelo menos na maior parte do livro, é feita pelo próprio Werther por meio de cartas ao seu amigo Whilhelm. A história se passa numa cidade pequena, no campo, na qual Werther mora sozinho. Ele encontra grande paz naquele lugar, na natureza; ele começa a se relacionar com os cidadãos de lá, até o dia em que ele conhece Charlotte em um baile. Ele a vê cercada de seus irmãos, tão amorosa, tão linda e acaba se apaixonando por ela, mesmo sabendo que ela é comprometida.

Werther começa a visitá-la todos os dias, porque o noivo dela estava em outra cidade a negócios, ele alimenta esse amor gigantesco e incondicional, ele escreve à Whilhelm sobre ela com tanta paixão, tanta admiração, é um amor tão bonito mas que infelizmente não pode ser retribuído por Charlotte e ele sabe disso o tempo todo, mas mesmo assim, cegamente apaixonado ele não pode deixar de vê-la e fica à pensar se iria conseguir levar uma vida sem tê-la. Eles passam os dias conversando, passeando pela cidade linda até que o noivo dela finalmente chega. Werther vê que seus felizes dias ao lado dela, apenas da sua querida Charlotte, acabaram.

Charlotte se casa com Alberto e Werther cai em desgraça, mesmo vendo-a frequentemente, ele se sente triste, acabado, não vê mais um motivo pra vida dele. A narrativa desse livro é legal porque dá pra identificar muito claramente os sentimentos de Werther, dá pra ver o tamanho do seu amor por ela, o tamanho do seu sofrimento por ela ser comprometida, dá pra ver o quanto ele abriria mão só pra poder ser que nem Alberto e passar o resto da vida ao lado dela.

Os Sofrimentos do Jovem Werther, lançado em 1774, causou um grande número de suicídios, porque o sofrimento descrito nesse livro é muito forte, profundo. E é realmente muito impressionante, é claro que eu não pensei em me matar, mas os ideais de Werther, suas opiniões e etc, são realmente muito legais.

Algumas citações:

"...haveria menos sofrimento entre os homens, se eles (...) não concentrassem toda a força de sua imaginação na lembrança dos males passados, e sim em tornar o presente mais suportável..." (pag 9)

"...ser incompreendido é o destino de muitos de nós..." (pag. 14)

"...Às vezes digo a mim mesmo: o seu destino é único; considere os outros felizes... ninguém sofreu tanto assim. E, depois, leio um poeta antigo e é como se estivesse lendo o meu próprio coração. Tenho que passar por tanta coisa! Ah! Será que já houve antes de mim homens tão desgraçados?..." (pag. 106)

Acredito que muitos já conheçam ou tenham lido por ser literatura clássica, para os que não leram, leiam porque é muito interessante e fiquem tranquilos, vocês não vão sentir vontade de se matar.

DAVI SANT'ANA - Colunista e resenhista do Mundo Platônico. Para elogia-lo, dar sugestões ou simplesmente bater um papo sobre livros e afins, basta segui-lo no twitter @Dave_wah

11 comentários:

  1. Gostei o livro parece ser bem interessante!!!

    http://conversandocomdragoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Bom, mesmo você dizendo que eu não vou ter vontade de me matar e, mesmo eu não tendo tendências suicidas, eu fiquei com um pé atrás, hein.
    Parece interessante mesmo, mas não sou fã de sofrimentos ;s

    Beijos,
    Celle
    Três Lápis

    ResponderExcluir
  3. Lembro que li esse livro, só por causa das histórias de suicídios atribuídos a ele. Achei triste, mas não achei um grande livro, até mesmo pq ele não é realmente grande, então a personagem sofre e sofre rápido.. e acabou o livro.

    Essa capa é bem bonita, já dá uma impressão menos depressiva ao livro.

    ResponderExcluir
  4. Heey florzinha, acabo d conhecer seu blog fofinho!
    Então, voce aceita parcerias?
    Beijos. Mar
    www.LetrasdeSonhadoras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Eu gosto de livros desse estilo!
    E parece que este é bem interessante, muitoo boa a sua resenha!
    Vou procurá-lo o mais rápido possível!

    beijos

    anngominho.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Gabi!
    Gostei da resenha, mas acho que esse livro não é do meu tipo...
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. kkkkkkkkkkkkk
    que bom que vocÊ não teve vontade de se matar.
    Não gosto muito de sofrimentos exacerbados, mas estaria disposta a ler.
    gostei da resenha ;*

    ResponderExcluir
  8. Eu sou fascinada por literatura clássica, mas "Os Sofrimentos do Jovem Werther" ainda não visitou minha mesa-de-cabeceira. Já li outras obras de Goethe... Depois de ler a resenha, com certeza vou procurá-lo para ler.

    Belo blog, parabéns!

    ResponderExcluir
  9. Me parece digno de ler e digno de derramar lágrimas. ótima resenha!

    Laís, World oF Carol Espilotro

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem ?
    Tem vários selinhos para você la no meu blog.
    lireliegostei.blogspot.com
    Até!

    ResponderExcluir
  11. Ganhei de aniversário e adorei! Muito bom mesmo.

    ResponderExcluir

Adoro receber críticas construtivas! :)
Sempre que posso reservo um tempo para responder todos os comentários!
Obrigada desde já pelo carinho!

xoxo

© Mundo Platônico Todos os direitos reservados.
Criado por: Gabriela Morgante.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo