#Resenha “A vida que não vivi”

 

  • Título: A vida que não vivi
  • Autor: Beto Canales
  • Editora: Multifoco
    Páginas: 122
  • Conceito: 12

Em suas narrativas, o autor denuncia o que tantas vezes já foi chamado era do vazio: o tempo das relações superficiais, onde se impõem o não sentir e o não pensar, a estupidez de cada dia, o espaço reservado para o nada. Retrata a tragédia moderna de criar uma sinistra oportunidade para a destruição da alma.

Resenha de mais um livro dos nossos talentos nacionais, só que dessa vez vai ser de um livro diferente do que eu estou acostuma a ler/resenhar, “A vida que não vivi” do autor parceiro do Mundo Platônico Beto Canales.

É um livro de contos adultos; contos que envolvem situações muito diferentes umas das outras, de pessoas que devem fazer escolhas difícies, pessoas infelizes, ou pessoas que estão bem perto da morte. Cada conto tem um toque diferente, chocante, ou até emocionante.

Acho difícil fazer resenha de um livro assim, porque são varias histórias bem diferentes, mas, gostei dessa característica, a cada novo capítulo entramos em situações diversas, novos personagens que vivem em mundos bem diferentes um dos outros.

As histórias que com certeza mais chamaram minha atenção foram: Paloma e sua escolha, que é a história de uma prostituta, O bêbado, o poeta e outros, que conta a história de um poeta que lia suas obras em bares, e um bêbado que sempre o observava e, que acabou ficando indignado porque as pessoas não prestavam atenção no talentoso poeta.

Contos reflexivos e chocantes, não é um livro infanto-juvenil na verdade colocaria uma classificação indicativa de 14 anos para cima. Gostei no geral, a narrativa do autor é ótima, só encontrei dois errinhos gráficos. Só acrescento que, achei alguns contos pesadas demais, ou algumas histórias que tratavam de assunto que não gosto, mas indico o livro!

Ah! atualizei minha lista de “Troco” no meu Skoob! Então se vocês lerem alguma resenha aqui e gostarem, deem uma olhadinha no meu Skoob para ver se eu troco o livro que você gostou!

9 comentários:

  1. nunca li um livro neste estilo, mas tenho vontade.
    \o/

    ResponderExcluir
  2. Gosto de livros assim também, e achei esse bem interessante... Parecem ser bons os temas tratados, gostei do livro :D

    ResponderExcluir
  3. Parece interessante mas naum faz mto meu estilo...

    http://conversandocomdragoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Concordo, não costumo ler livros assim mas fiquei interessado. As vezes é bom um pouco de drama haha' (:

    ResponderExcluir
  5. Interessante Gabi, gostei mesmo! Não conhecia o autor mas pra isso que servem blogueiras né?? Pra divulgar nossa literatura que está indo com tudo!!
    *-*
    Eu li um ou outro livro em forma de contos, não sei se eu gosto ou não. Eu acho mais fácil de misturar as histórias sabe? Mas dependendo, se são bem diferentes, eu gosto!!
    *-*
    Show mesmo, parabéns pela divulgação e pela resenha!

    Beijos!
    xoxo

    ResponderExcluir
  6. Oi Gabi!
    Acho que esse livro não é do meu estilo, não me interessei. ^^
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Parece fantástico. O título do livro, sozinho, já chamou a minha atenção, e a sua resenha explorou pontos bem interessantes. Gosto muito de livros de contos e esse já foi movido pra minha wishlist!

    Abraços,
    http://livrosletrasemetas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Ei Gabi,

    Nossa mas que capa sinistra, fiquei até com medo rsrsrs.

    Este eu passo, não sou muito fã de contos não, apesar que fiquei curiosa lendo a resenha :)

    bjoo

    ResponderExcluir
  9. A capa é misteriosa e o título mais ainda.
    Ei Gabi, no primeiro parágrafo há um erro de digitação: "...diferente do que eu estou acostuma a ler..."
    Saudações Literárias

    ResponderExcluir

Adoro receber críticas construtivas! :)
Sempre que posso reservo um tempo para responder todos os comentários!
Obrigada desde já pelo carinho!

xoxo

© Mundo Platônico Todos os direitos reservados.
Criado por: Gabriela Morgante.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo