#Resenha Calafrio - Os Lobos de Mercy Falls #1

 

  • Título: Calafrio - Os Lobos de Mercy Falls #1
  • Editora: Agir
  • Páginas: 348
  • ISBN: 9788522010509
  • Conceito: 1234 

Quando chega o inverno, Grace é atraída pela presença familiar dos lobos que vivem no bosque atrás de sua casa. Ela espera ansiosamente pelo frio desde que fitou pela primeira vez os profundos olhos amarelos de um dos lobos e sobreviveu ao ataque de uma alcatéia. Esses mesmos olhos brilhantes ela encontraria mais tarde em Sam, um rapaz que cresceu vivendo duas vidas: uma normal, sob o sol, e outra no inverno, quando vestia a pele do animal feroz que, certa vez, encontrou aquela garota sem medo.
Tudo o que Sam deseja é que Grace o reconheça em sua forma humana, e para isso bastaria que trocassem um único olhar. Mas o tempo de Sam está acabando. Ele não sabe até quando manterá a dupla aparência e quando se tornará um lobo para sempre. Enquanto buscam uma maneira para torná-lo humano para sempre, têm de enfrentar a incompreensão da cidade, que vê nos lobos um perigo a ser combatido.
Primeiro livro da série Os Lobos de Mercy Falls, Calafrio é a história de dois jovens que aceitam correr todos os riscos pelo amor, até mesmo o de deixarem de ser quem são.

Falar de Calafrio vai ser difícil, porque esse livro realmente se tornou muito especial para mim e, no fim dessa resenha quero fazer com que vocês tenham certeza que ler esse livro vale muito  pena, amei cada segundo em que estava mergulhada  na história do Sam e da Grace, e quando acabei a leitura senti um triste imensa por não ter Espera (Linger) aqui ao meu lado.

Quando Grace tinha 6 anos foi ataca por lobos enquanto brincava em um balanço perto de casa, não havia como ela fugir, então ela penas ficou parada sentindo os lobos em cima dela, até que notou um deles um pouco mais distante, um lobo de lindos olhos amarelos, ela não conseguiu desviar o olhar e ele, também não. O lodo de olhos amarelos espantou os outros salvando Grace e, desde então durante todos os invernos Grace se distraia fitando o seu lobo de olhos tão inteligentes, tão humanos.

Sam sofreu um ataque violento de lobos com apenas 7 anos, sobreviveu, mas durante o inverno deixa de ser ele mesmo para transformar em lobo. Depois de viver situações traumatizantes com os pais, se transformando ainda muito pequeno, Sam foi criado por outros lobos que também se transformavam no frio. Ele observou Grace naquele inverno ser entender porque ela não tentava lutar mesmo que em vão contra os lobos, mas, depois naquele dia em que ele a salvou, Sam, esperou e esperou o dia em que ela se juntaria ao alcatéia, afinal ela foi mordida, mas isso nunca aconteceu e ele  voltou todos os anos para observa-la.

Anos depois, Grace se sentia estranhamente ligada aos lobos de Mercy Falls, sem saber o porque, mas, tudo começa a fazer sentido quando ela fica sabendo que homens se juntaram para caçar os lobos que supostamente mataram  um menino popular da  sua escola, ela volta correndo pra casa e encontra em sua porta um jovem nu, ferido com uma bala no seu pescoço e, que possui familiares olhos amarelos, Sam, o seu lobo.

A história é narrada pela Grace e pelo Sam, e isso é uma característica ótima, a autora tem domínio total da personalidade dos dois, o que torna os personagens mais reais. Personagens cativantes e que narram na hora certa. Os capítulos em que o Sam narram são perfeitos para ele narrar e não sentimos tanta falta dos pensamentos da Grace e vice versa.

Fiquei com uma coisa na cabeça que me incomodou bastante, na capa do livro está escrito assim: “Se você é fã de Crepúsculo vai amar Calafrio.” Achei isso muito chato porque a editora quis popularizar o livro para os fãs de Crepúsculo, mas acabou limitando o público que iria comprar o livro! Porque se eu visse esse livro na livraria sem ler resenhas tenho certeza de que não compraria.

O livro é lindo, simplesmente lindo, suave e triste, nós sofremos a cada nova virada de página e nos capítulos onde a temperatura está marcada, Sam pode voltar a ser lobo a qualquer momento, a separação está sempre a espreita e os momentos de Sam e Grace junto estão contados porque esse pode ser o seu último ano de transformação, e ele como os outros lobos nunca mais poderá voltar a ser humano.

Esse livro realmente se tornou especial pra mim um dos meus preferidos juntinho com Jogos Vorazes e minhas séries preferidas, foram tantos os momentos que me emocionei, trechos marcantes nessa narração tão bem escrita e poética. Depois que terminei de lê-lo já peguei o livro umas cinco vezes para rele meus trechos preferidos.

Sobre a mitologia dos lobos, ela no geral é muito boa e as explicações também, mas, durante a leitura do livro ela não parece nenhum um pouco legal, mas, sim angustiante, as transformações são dolorosas tanto para Sam quanto para Grace e, é claro nós sofremos junto.

Espero que vocês leiam esse livro, porque para mim ela é simplesmente maravilhoso, amei de verdade! Fica  a dica para quem gosta de ler um bom romance, com um história inteligente.

15 comentários:

  1. Olá Gabi, realmente foi bizarro essa frase vir logo na capa do livro, pois assim que não é fã de Crepúsculo talvez nem se dê ao trabalho de ler a sinopse e constatar que uma coisa não tem nada ver com a outera rsrs.
    Gostei muito da sua resenha e fiquei com vontade de ler este livro.
    Bjos.

    Mariana Ribeiro
    Confissões Literárias.

    ResponderExcluir
  2. Não sei se me interesso por esse livro, na verdade não tinha essa dúvida até ler sua resenha, até o momento ele não se encaixaria na minha lista, mas sua resenha me deixou cético, então talvez eu ainda leia.

    http://sempre-lendo.blogspot.com/

    Abraços
    Juan

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela resenha Gabi! Já li Calafrio e amei! Achei super fofo e doce. Quanto a citação na capa referente a Crepúsculo, achei que não tem nada a ver. Calafrio é melhor do que Crepúsculo, pelo menos, na minha opinião.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Bem parece interessante mas pessoalmente pelo que você escreveu parece sim muito parecido com crepúsculo – a história no geral pelo menos – apesar deu achar errado comparar livros assim, seria como pôr na capa de Perçy Jackson; Se você gosta de Harry Potter vai adorar PJ.E não é assim, apesar deles terem semelhança conheço gente fã de HP que não gosta de PJ e fãs de PJ que não são fãs de HP.

    Acho que colocar esse idéia do ‘se você gosta’ deveria ser só para gênero, ‘ se você gosta de um romance sobrenatural então...’

    Voltando ao livro, vou dar mais uma pesquisada apesar deu achar que devo ler não será tão logo, afinal não é um dos que mais me interessou apesar de parecer legal.

    Enfim, como sempre boa resenha, parabéns Gaabis.

    http://semais.webnode.pt/

    ResponderExcluir
  5. Ei Gabi!

    Tenho ouvido falar muito bem desse, livro, e me parece q ele toca todos que o lêem, viu. Estou doida para poder lê-lo (tenho uma pilha de to read antes de me permitir comprar mais livros, hahaha..). Vou seguir seu blog, viu?

    Se quiser dar uma passadinha no meu, fique a vontade:
    http://felizvrosparasempre.blogspot.com/

    Beijinho!




    Já te adiocionei lá no Skoob, viu?

    ResponderExcluir
  6. por esta resenha eu compraria este livro de olhos fechados.
    Achei a história interessante.
    Tomara que não seja igual crepúsculo apesar de algumas semelhanças, mas eu acredito que a personalidade dos personagens e a narração do autor muda tudo.
    Enfim...vai para a lista de compras.
    grande beijo flor.

    ResponderExcluir
  7. Adorei a resenha, fiquei com vontade de ler o livro pra ontem hahah gosto desses tipos de romances!
    Beijo

    Carine
    okaycult.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Já tinha ouvido falar desse livro, mas nem me interessei... mas o jeito detalhista que tu tens de descrever o livro foi perfeito, parabéns, e com certeza lerei o livro haha, beijão!
    http://sonhosdequalqueradolescente.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Adorei a resenha, nunca tinha ouvido falar deste livro, e achei interessante.. [ele parece um pouco crepusculo? ] :D

    Espero tê-lo em minha estante. :D

    ResponderExcluir
  10. OPa, quero ler!!!! Se foi tão marcante quando Jogos Vorazes é pq é bom ;).

    Bjus

    ResponderExcluir
  11. Simplesmente maravilhoso!
    Devorei o livro em dois dias e não vejo a hora de chegar o Linger.
    Vem, carteiro!!!!!!!!!!!

    @thaorteg

    ResponderExcluir
  12. Não li Calafrios ainda, mas fiquei super na vontade de ler, *-*
    Amei a resenha, parabéns!

    ME SEGUE, TÁ? / se quiser

    ResponderExcluir
  13. Hm, sei que não devemos julgar um livro só pela capa. Mas logo que vi achei que seria bom ÇAKSÇLAKSLKSAS
    Aí fui lendo o resumo e gostei... Só achei chato como você falou ela ter popularizado o livro para os fãs de crepúsculo. Mas mesmo assim eu gostei bastante da resenha. Vai entrar pra minha lista riri *-*
    Bgs :*

    ResponderExcluir
  14. Eu amo esse livro. É uma história tão linda.
    Um dos meus livros favoritos também.

    Bjs - Maah
    Nerd Leitora

    ResponderExcluir
  15. Adorei a resenha, e fiquei com vontade de ler agora .-.

    ResponderExcluir

Adoro receber críticas construtivas! :)
Sempre que posso reservo um tempo para responder todos os comentários!
Obrigada desde já pelo carinho!

xoxo

© Mundo Platônico Todos os direitos reservados.
Criado por: Gabriela Morgante.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo